11 3873-6696

Casa das Caldeiras

Casa das Caldeiras um patrimônio cultural que oferece eventos diferenciados.

arte, território, patrimônio. e agora pessoas.

Acompanhe a Casa das Caldeiras no YouTubeAcompanhe a Casa das Caldeiras no YouTube Acompanhe a Casa das Caldeiras no FacebookAcompanhe a Casa das Caldeiras no Facebook Acompanhe a Casa das Caldeiras no TwitterAcompanhe a Casa das Caldeiras no Twitter Acompanhe a Casa das Caldeiras no Google PlusAcompanhe a Casa das Caldeiras no Google Plus

diário do manual #46

diário do manual #46

caixa de memórias

Cada família tem sua história, suas recordações, suas lembranças de momentos alegres, de momentos de superação, e alguma saudades...

E como tudo isso fica registrado para além dos nossos pensamentos e recordações?

Caminhando pela nossa casa, pelos espaços simbólicos que frequentamos quando estamos em família, vamos observando que existem objetos, fotografias, coleções, lembranças que compõem a Caixa de Memórias da nossa família e que nos fazem "guardar" o tempo.

Afinal, vivemos um tempo que passa depressa. O acúmulo de tarefas, a velocidade da informação, a rotina apressada... tudo isso faz com que o tempo voe!

Quando se vê, já é Natal, já é aniversário de novo, já se passaram dez anos... os pais envelheceram, os filhos já cresceram, o formato da família mudou, algumas pessoas foram embora, outras chegaram… 

Com esse tempo tão veloz, como fazer para não esquecer dos bons momentos e das experiências vividas no passado. Como não se esquecer de tudo o que vivemos para que a nossa família seja o que é hoje. O tempo, e o que ele nos faz, é onde as boas memórias se formam e também os momentos de emoção.

O Diário do Manual de hoje te convida a pensar na Caixa de Memórias da sua família.

Uma foto impressa, por exemplo, pode cristalizar um momento no tempo. De repente, encontramos aquele álbum da infância de nossos pais, da nossa infância ou a de nossos filhos. E, como se entrássemos em uma máquina do tempo, podemos sentir até o ventinho que batia em nossos cabelos quando estávamos naquele parque ou matamos a nossa curiosidade em saber como era a nossa mãe quando criança. Nos lembramos de quem éramos e nos conectamos com o nosso percurso. 

O que a sua família gosta de colecionar? Discos antigos, cartões postais, panos de pratos. Existem cartas trocadas nesta caixa de memória? Diários escritos? Por acaso existem em alguma caixinha ou gaveta, por aí, na sua casa, cartas de outro tempo?

E os brinquedos de infância que, com o passar dos anos, acabam virando uma parte da decoração ou ficam escondidinhos dentro do armário à espera do próximo filho. Eles representam uma época e uma parte da história de uma pessoa.

Os primeiros sapatinhos, um dentinho guardado dentro de um potinho, a primeira carteira de trabalho, a coleira de um amigo canino que já se foi, uma foto 3x4 dentro da carteira, o diploma do primeiro curso, a boina do seu avô ou aquele jogo de futebol de botão que vocês guardaram juntos. Memórias de outro tempo que nos revisitam e nos lembram de nossa história.

Uma receita de comida gostosa que foi ensinada pela “bisa”, e que passou pelas mãos do seu avô, chegando até você através de uma tia que se reinventa em tantas datas especiais da família.

Aquilo que chamamos de Caixa de Memórias é um punhado de sentimentos e sensações que se conectam a objetos e símbolos impregnados de lembranças do que passou. E o que passou ajuda a nos definir.

As diferentes culturas e comunidades têm suas Caixas de Memórias guardadas nos museus, em memoriais, em construções e patrimônios históricos (como é a Casa das Caldeiras) e em coleções de artefatos e artesanatos cheias de histórias do que já aconteceu e do que permaneceu vivo através do tempo.

Memórias vão sendo construídas ao longo da vida, mesmo que não se tenha nenhuma intenção. Tudo acontece naturalmente. O que se pode fazer é estar consciente, valorizar os momentos e cuidando e respeitando o percurso, esta pode ser a riqueza e a diversão da família.

Como? Vivendo, sentindo, experimentando e guardando o tempo.

Cuide da Caixa de Memórias da sua família e você estará cuidando desta tão importante passagem do tempo. Ela é um elo entre o passado, o presente e o futuro.

Em tempos corridos, tudo se esquece. Não se esqueça de se dar um tempo: cuide de si e do seu caminho.

Que tal um bauzinho de tesouros de família, não ajuda?!

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para diário do manual #46

Enviando Comentário Fechar :/
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores