11 3873-6696

Casa das Caldeiras

Casa das Caldeiras um patrimônio cultural que oferece eventos diferenciados.

arte, território, patrimônio. e agora pessoas.

Acompanhe a Casa das Caldeiras no YouTubeAcompanhe a Casa das Caldeiras no YouTube Acompanhe a Casa das Caldeiras no FacebookAcompanhe a Casa das Caldeiras no Facebook Acompanhe a Casa das Caldeiras no TwitterAcompanhe a Casa das Caldeiras no Twitter Acompanhe a Casa das Caldeiras no Google PlusAcompanhe a Casa das Caldeiras no Google Plus

Diário do Manual #28

Diário do Manual #28

as potências que descobrimos em meio aos desafios

Como você lida com os momentos de dificuldade pelos quais você passa ou precisou passar em sua vida?

Viver as perdas, viver frustrações, passar por dificuldades, sentir raiva, ter dúvidas, perder a vontade, querer desistir, temer o desconhecido, se decepcionar, sofrer preconceito. Tudo isso é parte da vida das famílias reais com as quais trabalhamos. E todos esses sentimentos e situações fazem parte da vida de cada um de nós.

Na vida real, aquela que nem sempre é a que idealizamos, precisamos lidar com as limitações - as nossas e as do outro, das pessoas com quem nos relacionamos e convivemos. E precisamos acionar aquilo que temos de melhor para poder avançar, superar, se desenvolver, evoluir.

Que potências você reconhece que tem e que te fizeram enfrentar e transformar os momentos de dificuldade?

Tem pessoas que são mais tranquilas, tem mais paciência, conseguem digerir as situações e enxerga-las com mais clareza. Outras preferem um olhar de fora, preferem se juntar com amigos, procuram forças nas redes de apoio para conseguir entender, refletir e agir.

Tem gente que é mais sociável e comunicativo. Gente que tem talento para resolver problemas e sabe se comunicar bem, evitando conflitos. Outros resolvem com o silêncio, com a observação, com uma viagem para dentro de si.

Uns resolvem rápido, outros precisam de um tempo maior. Lidam de forma diferente com as pressões e imposições que aparecem em nossas vidas.  

Tem gente que está sempre pronto para começar de novo, não desiste! E tem aquelas que precisam de uma forcinha extra para se jogar em uma nova descoberta, mas que são generosas, compreendem o olhar o outro, aceitam opiniões, conselhos e estão abertos a aprender.

Tem pessoas mais criativas, que estão sempre pensando num jeito diferente de fazer e resolver problemas. Duvidar, se questionar, fazer perguntas, isso pode ser bom! Um mundo cheio de certezas é opressor. Que tal substituir as certezas pelas perguntas que nos fazem avançar, fazer diferente e aprender.

Outras pessoas têm em si a coragem de se deparar com o novo sempre, sem fazer esforço, se atiram na vida e não olham para trás.

E tem aquelas que simplesmente desistem, o que também pode ser a chave da resolução de um problema. Muitas mudanças importantes e positivas das nossas vidas podem vir desta decisão: Devo seguir tentando? Quando é a hora de desistir e partir para uma nova empreitada?

É importante valorizar aquela sua ferramenta de resolução de problemas. Aquela sua forma de se resolver, de resolver os conflitos, vencer os obstáculos, superar aquela fase triste. Porque a vida é também composta de fases ruins, que nos encostam na parede e nos fazem repensar, recuar, tomar decisões difíceis.   

E o que vem junto com uma situação ruim, pode ser algo essencial para a sua evolução!

Podemos ser presenteados com o outro lado: a gente pode se cercar de amigos e dos nossos amores, a gente pode ajudar e ser ajudado, a gente pode pedir ajuda! 

Quando vier a raiva, podemos tentar o diálogo, resolver desentendimentos e quem sabe até perdoar, para se libertar deste peso que nos coloca pra baixo. Pode ser difícil perdoar, mas pensar que a raiva só faz mal pra quem a sente, pode ajudar a simplesmente aceitar aquilo que não podemos mudar.

Traição e decepção são situações que também trazem aprendizados importantes. Você já parou pra pensar o que você tem aprendido com elas? O que em você se transforma e o que de você permanece?

Não podemos mudar o outro, mas podemos mudar a nós mesmos... a raiva pode ser transformada em força e potência criativa e criadora!

Cada experiência nos coloca em um processo e como você lida com cada uma delas para não se deixar amargar ou azedar?

É preciso reconhecer as potências que nos colocam sempre de pé na vida e dar nome para todas elas. São estas potências que aprendemos e desenvolvemos em nossas vidas, que nos dão suporte e nos acolhem nos momentos difíceis.

Viver é um grande desafio, mas a força para superá-lo está em você. Reconheça a força que você tem!

Você se identificou com o Diário do Manual de hoje? Compartilhe com outras pessoas! 

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Diário do Manual #28

Enviando Comentário Fechar :/
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores