11 3873-6696

Casa das Caldeiras

Casa das Caldeiras um patrimônio cultural que oferece eventos diferenciados.

arte, território, patrimônio. e agora pessoas.

Acompanhe a Casa das Caldeiras no YouTubeAcompanhe a Casa das Caldeiras no YouTube Acompanhe a Casa das Caldeiras no FacebookAcompanhe a Casa das Caldeiras no Facebook Acompanhe a Casa das Caldeiras no TwitterAcompanhe a Casa das Caldeiras no Twitter Acompanhe a Casa das Caldeiras no Google PlusAcompanhe a Casa das Caldeiras no Google Plus

artista Taís Cabral

artista Taís Cabral

fala o seu projeto Mapeamentos

Desde o início de minha trajetória como artista, vivenciar a cidade torna-se uma experiência artística. A troca entre elementos da visão e da memória, e os objetos artísticos está presente no decorrer da pesquisa poética.

O processo artístico na residência Obras em Construção consiste na produção de objetos com cera de abelha[1],  são elaboradas fôrmas de gesso ou madeira, nas quais a cera é despejada ainda quente, em consistência líquida. A cera também pode ser adicionada de pigmentos - azuis profundos, amarelos desbotados, verdes luminescentes - que colorem os objetos a serem dispostos no ambiente, a fim de interagirem com a Casa das Caldeiras, seu espaço e sua história.

artista Taís Cabral

artista Taís Cabral

As formas são desenhadas no local, a partir de detalhes da estrutura arquitetônica, de seu maquinário, peças remanescentes no local, ou pesquisas de sua trajetória. As dimensões podem variar, desde a produção, por exemplo, de pequenos objetos (5 e 30 cm) que remetam a pequenas peças de engrenagens, até maiores estruturas que façam contrapontos à própria estrutura arquitetônica ou aos antigos maquinários do local. A vivência possibilita buscar as formas como resultado da experiência dos sentidos, da imaginação e da memória.

Imagino os primeiros cartógrafos que construíam seus mapas, suas imagens, por meio de suas caminhadas. Imagino esses desenhos, essas compilações de espaços percorridos, em sua exatidão, mas ao mesmo tempo completados pela imaginação. A ideia de cartografia envolve sempre um lugar, por meio da observação, mas também está relacionada à memória e à imaginação.

A passagem do tempo na Casa das Caldeiras pode levar o fruidor deste espaço a seus diferentes significados e funções adquiridos, desde sua fundação até o momento atual. Diferente de sua configuração neste momento, o deslocamento espaço temporal cria lugares fictícios. Tona-se instigante adentrar a arquitetura pelos túneis presentes no subsolo, observar o céu por dentro das chaminés-túneis verticais. Presença: as chaminés pontuam a paisagem do bairro da Água Branca, visível até outros arredores e imediações, outros horizontes. Apontam para o céu. Atravessam o horizonte. Paredes relevos, camadas de tijolos e argamassa, estruturas escultóricas. Os maquinários e a arquitetura preservados, com suas dimensões agigantadas, causam o arrebatamento próprio da experiência artística.

artista Taís Cabral

Site: http://taiscabral.com

Portfolio: http://www.youblisher.com/p/1850497-tais-cabral-portfolio/

Tese Percursos poéticos: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/27/27159/tde-01062017-095007/)

[1](como a antiga técnica da pintura encáustica, ou na linguagem tridimensional, se aproxima dos moldes em cera perdida, bastante utilizados na fundição de objetos e esculturas).

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para artista Taís Cabral

Enviando Comentário Fechar :/
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores
Patrocinadores