Casa das Caldeiras

Casa das Caldeiras um patrimônio cultural que oferece eventos diferenciados.

arte,
território,
patrimônio.
e agora pessoas.

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

Saiba mais sobre Léo Ceolin e seu trabalho em Exposição na Casa das Caldeiras em fevereiro de 2021

Tags

Date

Feb 02, Friday

Posted by

Farmer

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

A Casa das Caldeiras exibiu, nos dias 18 a 21 de fevereiro, a Exposição Tempo Forte. Resultado do trabalho de Residência Artística – Obras em Construção, dos artistas: Léo Ceolin, Tais Cabral e Carolina Sudati.

Em paralelo, tivemos encontros virtuais através de lives que ficaram gravadas no IGTV da @casadascaldeirasoficial e ainda mais, teremos a experiência virtual para essa exposição, que ficará postada aqui no Blog entre os dias 01/03 a 04/04.

Então, hoje vamos conhecer o artista Léo Ceolin e seu trabalho: Ânodo e Cátodo, parte da Exposição Tempo Forte.

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Sobre o Artista - Léo Ceolin

Léo é Designer Industrial e, por ser de família de metalúrgicos, desde jovem sempre trabalhou com metalurgia. Além disso, também faz cenografia para artes cênicas e expografia para artes visuais. O artista chegou na casa como colaborador de outros projetos, acompanhou a residência da artista Translúcida Bruta e se sentiu em casa para fazer sua própria residência.

Enfim, sua pesquisa consiste em investigar os materiais em geral e suas relações com a memória, assim como seus impactos ao meio ambiente, e as camadas de memória que trazem os materiais de reuso.

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Ânodo e Cátodo – uma conversa com os materiais

O que aumenta e o que diminui a nossa capacidade de existir?

Em sua etimologia, "anion" e "cation" significam respectivamente "o que vai para cima" e "o que vai para baixo". Acrescentando hodos (estrada, caminho), " nodo" e "Cátodo", se tornam "caminho para cima" e "caminho para baixo".

Para a exposição Tempo Forte, Léo traz sua investigação que partiu da pergunta: "o que aumenta e o que diminui a nossa capacidade de existir?" e, a partir da análise de vestígios materiais utilizados na residência artística, tais como metais, fragmentos, resíduos, ácidos, papéis, espelhos, fogo e rejeitos, desenvolveu uma espécie de arqueologia de sua própria história familiar e cultural.

Assim, Léo desenvolveu duas linhas de trabalho, cujo nome deu de “conversas com os materiais”. A primeira conversa consistiu em aplicar diferentes tipos de ácidos de superfícies metálicas ou retirar camadas destas superfícies através do polimento de espelhos sobre o aço.

Já a segunda conversa foi com o papel, ácido e fogo. Então, para possibilitar um delicado equilíbrio entre esses elementos que, à primeira vista, parecem incompatíveis, Léo Ceolin desenvolveu procedimentos químicos e técnicos. Nas suas palavras:

“Pratiquei diferentes estados de presença para habitar os gestos das imagens que resultaram desse encontro. Ao pensar em como essas imagens encontrariam o observador, gradativamente elas foram saindo do ateliê e encontrando seus lugares entre o térreo e os túneis da Casa da Caldeiras. Assim aparece outra conversa: com a arquitetura - criando um percurso que tenta contar a história de um corpo a corpo, onde a matéria resgata as memórias, que são despertadas em forma de gesto.”

Nesse processo de reconstrução de memórias, ele contou com a colaboração de Carolina Sudati a.k.a Translúcida /Bruta e Flávio Tonnetti. Além disso, como parte da programação da Exposição Tempo Forte, Léo realizou lives falando sobre este processo de interlocução conceitual e você pode assistir às conversas sobre essa produção no IGTV da @casadascaldeirasoficial.

 

Este projeto foi premiado pela 1ª edição de Premiação de Espaços Culturais Independentes que realizam atividades culturais na cidade de São Paulo - Secretaria Municipal da Cultura. E conta também com recursos da Lei Aldir Blanc através da Secretaria Municipal de Cultura/Prefeitura Municipal de São Paulo e do Governo Federal.

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Programação Léo Ceolin - Ânodo e Cátodo

Presencial - Encerrada

Exposição Tempo Forte - Sobre Afetos

Visitação: de 18 de fevereiro até 21 de fevereiro de 2021.

Das 14h às 20h

 

21.02 (domingo)

Performance ao vivo - Ação Desenho/Fogo

Artista: Léo Ceolin

Horário: 17h

 

Virtual

03 a 04.04.2021

Clique aqui para acessar

 

 Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Programação de Lives no instagram @casadascaldeirasoficial:

 

LIVE: O Corpo Manufatureiro - Assista clicando aqui.

Léo Ceolin e Carolina Sudati [Translúcida Bruta] conversam.

 

LIVE: Matéria do desenho - Em Espanhol - Assista clicando aqui.

Léo Ceolin e artista convidada: Verônica Molas.

 

LIVE: O gesto e o transe da matéria - Assista clicando aqui.

Léo Ceolin e artista convidado: Flávio Tonneti.

 

Dia 19/02, às 14h | LIVE:  Peso, leveza e a reinvenção das memórias fabris - Assista clicando aqui.

Carolina Sudati [Translúcida Bruta] e Leo Ceolin convidam Huguito Alabi

 

Dia 22/02, às 17h | LIVE: Preparando Ação Desenho/Fogo - Assista clicando aqui.

Performance artística produção de obra Leo Ceolin

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

 

Exposição Tempo Forte

Olá, deixe seu comentário para Ânodo e Cátodo - Artista Léo Ceolin em Exposição na Casa das Caldeiras

Enviando Comentário Fechar :/